Afinal, shakes para emagrecer ainda valem a pena? Descubra!

Considerada uma ótima opção para quem quer perder peso a curto prazo, o consumo de shakes para emagrecer tem crescido exponencialmente de uns tempos pra cá. 

Grandes marcas têm investido cada vez mais em novos sabores e conquistam o público com a promessa de perda de peso em um curto espaço de tempo de uma forma saudável, prática e eficiente.

E sim, sua praticidade em relação ao preparo é algo realmente inquestionável, mas será que tomar shake emagrece mesmo? Tomar shake para emagrecer ainda vale a pena?

Para saber a resposta para essas e outras perguntas, basta acompanhar a leitura desse artigo até o final. 

Shakes para emagrecer – Excelente alternativa para quem procura perder peso de forma saudável e rápida

Não há dúvidas de que adotar uma alimentação mais equilibrada e saudável, bem como inserir uma rotina de exercícios no seu dia a dia, é algo essencial para qualquer estratégia de emagrecimento. 

Porém, além disso, muitas pessoas têm melhorado seus resultados quando o assunto é perda de peso agregando também, além da reeducação alimentar e implementação de exercícios, o consumo de shakes para emagrecer.

Destinados principalmente para pessoas que treinam e querem perder peso de forma saudável e nutritiva, apesar de ainda não termos um consenso entre todos os profissionais quando o assunto é shake, é fato comprovado que inserir esse alimento na dieta realmente ajuda na perda de peso.

Em geral, os shakes para emagrecer são capazes de oferecer os nutrientes, gorduras, proteínas e carboidratos necessários que o organismo necessita para o seu melhor funcionamento, garantindo assim, resultados promissores e reduzindo os riscos de algum tipo de insuficiência nutricional. 

Trata-se de uma opção que, em geral, apresenta:

  • poucas calorias, 
  • é rica em fibras, 
  • vitaminas, minerais e fitonutrientes, 
  • podem ser utilizados como substitutos e complementos alimentares, 
  • são práticos para um consumo rápido.

Porém, apesar de ser de todos esses benefícios, o consumo dos shakes de emagrecimento não podem ser feitos de qualquer jeito. Pelo contrário, antes de iniciar o consumo, é necessário conhecer algumas propriedades e características para saber se eles realmente atendem às suas necessidades. 

Shake para emagrecer – O que preciso saber antes de escolher

Para fazer a melhor escolha, o recomendado é que você preste atenção na composição do shake, para saber se ele oferece o que você precisa para substituir alguma refeição diária. 

Para que um shake tenha qualidade, ela necessita de, por exemplo, um equilíbrio correto e um determinado percentual de proteínas, carboidratos, vitaminas, gorduras e fibras. 

Além da composição, é importante que você avalie sempre o rótulo do produto para verificar o percentual de cada substância e escolher o melhor produto.

Um shake para emagrecer que seja rico em carboidratos e gorduras insaturadas, por exemplo, irá causar o efeito rebote.

Fique de olho também no número de calorias. Infelizmente, muitos se enganam ao acreditar que o shake menos calórico será o melhor e que mais ajudará a emagrecer. 

Acontece que estudos mostram que ficar muito tempo sem comer engorda, pois o corpo acaba economizando no gasto calórico e o metabolismo fica mais lento para realizar as atividades.

Nesse caso, quando o corpo recebe pouca energia, ele acaba estocando as calorias inicialmente. Portanto, é melhor buscar um shake que contenha 200-400 calorias e uma boa quantidade de proteínas, fibras e vitaminas e minerais essenciais.

Por último, mas não menos importante, diante das falsificações no mercado e de produtos com procedência duvidosa, é necessário também sempre consultar se o shake para emagrecer de seu interesse é aprovado pela Anvisa

Nesse caso, para saber se um produto tem registro, ou seja, se está regularizado na Anvisa, é necessário consultar a página oficial e pesquisar sobre o fabricante da marca que você esteja buscando. 

Dessa forma, você poderá ter uma garantia de que estará consumindo o melhor produto para emagrecimento.

Contraindicações

Os shakes para emagrecer também têm contra indicações e não é todo mundo que pode consumir esse tipo de alimento.

Por exemplo, ele não é recomendado como alimento pré-treino pois as fibras da sua composição podem provocar desconforto e inchaços durante a atividade física.

Além disso, se você já tem uma dieta altamente proteica e/ou faz suplementação com whey protein, é preciso ter cuidado. Isso porque os shakes também possuem proteína em sua composição e o excesso desse elemento no corpo pode causar problemas nos rins, fígado, entre outros órgãos.

Outro ponto que precisa de atenção é que, caso você seja portador de alguma doença crônica ou esteja fazendo tratamento para alguma doença grave, os shakes para emagrecer somente devem ser consumidos com orientação médica, para evitar a piora do seu quadro de saúde.

Os shakes para emagrecer também não foram desenvolvidos para mulheres grávidas, lactantes ou para menores de idade. 

Mas no geral, o ideal seria consumir esse alimento somente após avaliação médica, ou nutricional.

Conclusão 

Como foi possível perceber durante a leitura do artigo, apesar de ainda não termos um consenso entre os especialistas, os shakes para emagrecer funcionam e são considerados uma ótima opção para quem quer perder peso a curto prazo. 

Em geral, são capazes de fornecer os nutrientes, gorduras, proteínas e carboidratos necessários que o organismo necessita para o seu melhor funcionamento. 

Porém, para finalizar é importante reforçarmos que qualquer dieta para emagrecimento só funciona quando o número de calorias ingeridas for menor que as calorias que gastamos ao longo do dia. 

Ou seja, ela trará os resultados esperados com os shakes, se e somente se, juntamente com a dieta houver toda uma reestruturação dos padrões e hábitos alimentares, com as mudanças e ajustes necessários para se atingir o equilíbrio.

Afinal shakes para emagrecer ainda valem a pena