Bandagem elástica, aprimore sua atividade física e previna lesões

Você sabe o que é a bandagem elástica e quais são os benefícios dela para a sua prática cotidiana de atividade física?

É muito provável que você já tenha visto alguém usando esse acessório pelo menos uma vez. Especialmente, se você for um frequentador assíduo de academia.

Afinal, esse é um equipamento muito comum na rotina de atletas profissionais. Mas, até mesmo pessoas que correm periodicamente em parques e praças costumam usar.

Como vamos ver ao longo desse artigo, há diversos benefícios em usar uma bandagem elástica, já que esse é um item bem versátil.

O que é a bandagem elástica?

Também conhecida como Kinesio Taping, a bandagem elástica surge com Kenzo Kaze, um quiropraxista do Japão. Trata-se de uma fita adesiva que exerce pressão sobre a região corporal onde é aplicada.

A Quiropraxia é uma prática muito comum no oriente que faz parte da chamada medicina alternativa. Seu objetivo é realizar diagnóstico e propor formas de tratamento de condições ligadas ao sistema musculoesquelético.

E a bandagem elástica surge na década de 1970 dentro das técnicas quiropráticas, com o objetivo de:

  • Melhorar o funcionamento do sistema linfático;
  • Reduzir a dor;
  • Diminuir edemas;
  • Propiciar maior estabilidade articular.

Na prática, essa bandagem melhora a circulação sanguínea e linfática como um todo. Além de funcionar muito bem para diminuir dores e proporcionar um suporte para músculos e articulações.

Como funciona a bandagem elástica?

Como a bandagem possui elásticos, ela pressiona o local dolorido ou músculo desejado. E estimula neuro receptores sensoriais ligados a dor.

Uma vez que esses receptores entram em ação, o cérebro emite uma resposta que leva a redução da dor e mecanismos internos de cura da lesão.

As bandagens elásticas são feitas para serem a prova d’água, resistirem ao calor, frio e suor durante o uso. Portanto, são fortemente adesivas, e podem ficar no corpo do usuário por até 5 dias seguidos.

E para quem é recomendado?

As aplicações da bandagem são várias, e podem incluir:

  • Tratamento de lesões;
  • Ajudar na sustentação dos músculos;
  • Favorecer o empuxo dos movimentos do atleta;
  • Exercer pressão em articulações e músculos para maior estabilidade;

Por esses motivos, a bandagem elástica é utilizada na fisioterapia em diferentes situações. Por exemplo: para tratar hérnias, artrose, estiramento, torcicolos, edemas, contraturas musculares, linfedemas, lombalgia, estiramento e até mesmo paralisias faciais.

Confira os benefícios

Usar uma bandagem elástica traz vários benefícios, não apenas para quem tem alguma patologia. Mas, também para quem pratica atividade física regularmente.

Os benefícios da bandagem elástica incluem:

  • Normaliza o funcionamento dos músculos;
  • Oferece suporte a contração de músculos que estejam enfraquecidos;
  • Ajuda a regular as contrações musculares dos músculos mais fortes;
  • Diminuir as dores durante a prática de atividade física e depois;
  • Ajuda a normalizar a função circulatória.

Ou seja, quando vemos um atleta usando uma bandagem linfático, podemos ter certeza de que aquela fita está em seu corpo por um motivo importante. E ela realmente funciona.

Como usar a bandagem na prática de atividade física?

Antes de tudo, é preciso destacar que o uso da bandagem elástica deve ser indicado por um profissional fisioterapeuta. Ou outra pessoa com qualificação profissional comprovada para essa atividade.

Isso porque, é necessário observar alguns detalhes, como tamanho e correta posição da fita para a finalidade que será usada.

Atletas profissionais normalmente contam com apoio de um fisioterapeuta para a aplicação. Portanto, se você também quer obter os benefícios da bandagem, recomenda-se procurar orientação de um especialista antes de iniciar o uso.

Dito isto, usar uma bandagem linfática não é difícil, porém é preciso seguir alguns procedimentos simples:

  1. Limpe a região de aplicação com álcool para remover o excesso de oleosidade da pele;
  2. Faça uma depilação caso a região de aplicação contenha muitos pelos corporais;
  3. Coloque a fita sozinho, caso a região corporal permite;
  4. Peça auxilio de alguém caso perceba que não consegue colocar a fita sozinho.

A colocação da fita não costuma acarretar nenhuma dificuldade quando o praticante já possui orientação prévia. Porém, lembre-se que é importante colocar corretamente para garantir todos os benefícios da bandagem.

Existe alguma contraindicação?

A bandagem elástica não tem contraindicações de gênero, sexo ou idade. Gestantes também estão liberadas para usar. Porém, não deve ser utilizada em regiões da pele com cortes e feridas.

Caso sua pele esteja frágil por qualquer outro motivo, como cicatrizes e queimaduras, o uso também não deve ser feito.

Isso porque a bandagem elástica não possui uma finalidade curativa. Nesse caso, a fita pode machucar ainda mais a região, já que tem um forte poder adesivo e de pressão.

Dicas finais

Você encontra a bandagem elástica em diferentes metragens e preços para venda com facilidade. É possível encontrar rolos a partir de R$ 20 reais.

Os rolos veem em diferentes cores, então é possível comprar uma cor que mais lhe agrade, caso esse seja um detalhe importante para você.

Espero que você tenha curtido as dicas de hoje. Deixe seu comentário e diga o que você achou!

Bandagem elástica