Dieta cetogênica: um cardápio semanal para te ajudar a emagrecer

Quando falamos sobre o cardápio semanal da dieta cetogênica, muitas pessoas ainda têm dúvidas em relação a como fazê-la. Além disso, ela exige constância para que se possa observar uma mudança saudável do corpo.

Aliás, é muito comum a associação desta modalidade de dieta com tratamentos oferecidos em clínica de estética, de modo a potencializar os resultados do emagrecimento.

Por isso, preparamos um artigo exclusivo para te explicar como funciona o cardápio semanal da dieta cetogênica e como você deve aplicá-lo. Confira conosco e boa leitura!

O que é dieta cetogênica?

A dieta cetogênica é uma dieta que tem como objetivo transformar a gordura do corpo em combustível para o funcionamento do organismo.

Sua principal característica é a redução drástica do consumo de carboidratos, enquanto eleva o consumo de gordura boas. 

Em resumo, ela aposta na diminuição da ingestão de carboidratos e, em contrapartida, permite um emagrecimento mais rápido. Isso porque a mudança na alimentação faz com que o corpo busque outra fonte de energia para se alimentar, no caso, a gordura.

Ao utilizá-la, o organismo a elimina e isso favorece a perda de peso.

Principais benefícios da dieta cetogênica com cardápio semanal

A dieta cetogênica em si, costuma proporcionar excelentes resultados. Entretanto, quando pensamos na dieta cetogênica com cardápio semanal isso ainda é maior. Isso porque o corpo é capaz de se acostumar com uma alimentação regular.

Como muitas pessoas negligenciam a dieta por não encontrarem tempo para segui-la  corretamente, pensar em um cronograma de curta duração pode ser a solução.

Para isso, basta que se cumpra cada uma das etapas de refeição com planejamento e disciplina. Confira as principais vantagens da dieta cetogênica com cardápio semanal.

Emagrecimento em pouco tempo

Diversos estudos comparam os resultados e benefícios da dieta cetogênica com outras dietas. Em resumo, ela costuma se destacar quando se trata de emagrecimento eficiente. A redução do consumo de carboidratos é a principal razão para tais resultados.

Redução da retenção de líquidos

Sabemos que a retenção de líquidos também reflete nos resultados na balança. Na dieta cetogênica, essa questão se soluciona porque ela auxilia na eliminação do excesso de líquidos do corpo. 

Isso acontece porque com a diminuição do carboidrato, os estoques de glicogênio e o acúmulo da água se reduzem. A partir disso, há uma sensação de desinchaço e as medidas do corpo se tornam menores.

Diminuição do risco de diabetes

O diabetes é uma comorbidade sem cura mas que existe tratamento. No caso da dieta cetogênica com cardápio semanal, ela é uma alternativa para o controle contínuo dos níveis de glicose no sangue.

Isso porque uma alimentação correta é capaz de manter os níveis de insulina sob controle e, dessa forma, evitar picos ou índices com alterações perigosas. Dessa forma, é possível até mesmo que haja suspensão de medicamentos devido à manutenção saudável do organismo.

Maior sensação de saciedade na dieta cetogênica com cardápio semanal

O planejamento de um cardápio semanal sempre irá favorecer a ingestão dos macronutrientes. Por exemplo, proteínas e gorduras.

O consumo frequente desses ingredientes e a diminuição daqueles que se transformam em açúcar no corpo resulta em menor sensação de fome durante o dia. Afinal, os níveis de insulina sob controle respondem pela saciedade.

Auxilia no tratamento da epilepsia

Como podemos perceber, a dieta cetogênica vai muito além do emagrecimento para fins estéticos. A Associação Brasileira de Epilepsia diz que as gorduras boas inseridas nessa dieta são capazes de reduzir ou minimizar ataques epilépticos.

 Isso porque a ingestão das gorduras boas atuam no metabolismo do cérebro e impedem a ocorrência de convulsões.

O que deve conter no cardápio semanal de uma dieta cetogênica?

Como dissemos no início do artigo, essa é uma dieta simples de ser seguida por contar com alimentos que se encontra facilmente em qualquer supermercado ou hortifruti. 

O que também facilita na hora de iniciar a dieta cetogênica com cardápio semanal.

Vamos começar pelas proteínas: Você pode ingerir diversas delas e dividi-las entre as principais refeições (almoço e jantar). 

O ovo é a proteína mais popular e mais fácil de ser encontrada, mas você também pode consumir: frango, principalmente coxa e sobrecoxa, carne bovina e cordeiro. 

Nos frutos do mar, insira camarão, salmão, sardinha, truta e mariscos no seu cardápio.

Na parte das gorduras, opte por: óleo de coco, azeite extra virgem, manteiga e manteiga ghee.

As oleaginosas e sementes também devem estar presentes. Coma amendoim, amêndoas, nozes, coco, sementes de chia, girassol, linhaça e abóbora.

Para temperar seus alimentos, invista nas ervas. Orégano, tomilho, sálvia etc. Aposte também nas especiarias como: pimenta, canela e cardamomo. E não se esqueça do alho e do sal, mas o sal deve ser em pouca quantidade.  

Alimentos não indicados para uma dieta cetogênica semanal

Os doces e alimentos ricos em açúcar devem, sempre que possível, não participarem de qualquer dieta. Por exemplo, sucos artificiais e refrigerantes são pobres em nutrientes e possuem um excesso de elementos maléficos à saúde.

Também evite as leguminosas como: feijão, lentilha e grão de bico e tubérculos como batata, cenoura, mandioca e batata-doce. Ainda que úteis em outros tipos de dietas, para a cetogênica, eles podem contribuir para resultados insatisfatórios.

As massas como pães e macarrão, além de alimentos compostos por farinha branca, também não são aconselháveis.

Diferença entre dieta cetogênica e dieta low carb

Apesar de serem comumente confundidas, as dietas cetogênicas e low carb não são a mesma coisa.

A principal diferença entre elas está na restrição dos alimentos permitidos para a ingestão no cardápio semanal. Em resumo, a dieta cetogênica é mais restritiva.

Um bom exemplo disso está ligado ao consumo de carboidratos. Nas dietas low carb, geralmente a média diária de consumo é de 150 gramas por dia. Já na dieta cetogênica, o consumo diário não deve passar de 50 gramas diárias.

A dieta cetogênica indica a diminuição de carboidratos e aumenta a ingestão de proteínas e gorduras. Por sua vez, a dieta low carb recomenda apenas a redução dos carboidratos. 

Por fim, na dieta low carb é recomendável consumir carboidratos de modo lento, para que a absorção não proporcione picos de insulina. A dieta cetogênica tem como objetivo praticamente zerar a produção de insulina, assim, o organismo tem que queimar gorduras como fonte de energia.

Conclusão

Com tantas informações sobre essa dieta e seus benefícios, fica mais fácil montar uma dieta cetogênica com cardápio semanal sem errar, não é mesmo?

Com o emagrecimento rápido que essa alimentação proporciona, os resultados darão maior ânimo para seguir com uma alimentação saudável como estilo de vida.

Lembrando que, é sempre bom ter orientação profissional, principalmente de nutricionistas para saber quais alimentos funcionarão melhor para o seu caso e quanto peso é saudável perder com essa dieta.

dieta cetogênica cardápio semanal