Bioestimuladores de colágeno, o segredo para uma pele mais jovem

O que você sabe sobre os bioestimuladores de colágeno? Com o passar dos anos, em razão do processo natural de envelhecimento, nosso corpo reduz a produção de colágeno — proteína responsável por dar sustentação e firmeza à pele.

Até a pessoa menos vaidosa do mundo pode se incomodar com essa situação. Afinal, o resultado é percebido no espelho e afeta estruturas do rosto, como o nariz, as bochechas e as pálpebras. Então, o que fazer?

Para ganhar alguns anos a menos em sua aparência, é possível investir em diversos procedimentos estéticos, como a Rinoplastia, o uso de Toxina Botulínica e os bioestimuladores de colágeno. É sobre esses últimos que falaremos neste post. Confira!

O que são bioestimuladores de colágeno?

Bioestimuladores de colágeno são substâncias capazes de estimular nosso organismo a produzir colágeno. Elas são injetadas em pontos estratégicos do rosto e ajudam a melhorar o aspecto da pele, tornando-a mais firme e bonita.

O tratamento ganhou muita visibilidade e adeptos nos últimos anos, inclusive celebridades. Isso porque, a flacidez é um problema que surge com a idade, atingindo homens e mulheres de diversas etnias.

Portanto, estamos falando de substâncias que devolvem beleza à pele, trazendo de volta o aspecto jovem, firme e saudável.

Entenda a função do colágeno em nosso organismo

Só para deixar claro, o colágeno é uma proteína que nosso corpo produz naturalmente. Ele é de extrema importância em nosso organismo e pode ser encontrado nos ossos, cabelos, tendões e, claro, na sustentação da pele.

O que acontece é que, ao longo dos anos, temos essa capacidade de produção reduzida. Ou seja, o envelhecimento prejudica a fabricação dessa substância.

Isso começa a acontecer por volta dos 30 anos de idade, em que a síntese reduz 1% a cada ano.

Na mulher, a perda pode ser ainda mais significativa, especialmente no período da menopausa, podendo chegar a 2%. Desse modo, os efeitos percebidos são uma pele com menos viço e densidade e mais flácida.

Quais os principais bioestimuladores de colágeno do mercado?

A aplicação de bioestimuladores de colágeno deve ser feita por médicos, preferencialmente com especialização para lidar com as estruturas da face sem causar danos à sua saúde.

Essa é a maneira mais segura de conquistar os resultados desejados sem colocar sua vida e estética em risco.

Após passar por uma consulta e avaliação minuciosa, o profissional poderá indicar diversas substâncias. A seguir, selecionamos as mais utilizadas no mercado. Confira!

Hidroxiapatita de cálcio

A Hidroxiapatita de Cálcio, comercializada como Radiesse®, é uma substância capaz de estimular o colágeno no organismo e, ainda, preencher regiões do corpo. Isso porque, ela adiciona volume à região em que é aplicada.

O produto é muito utilizado e, a depender da avaliação médica, pode substituir o ácido hialurônico. Outro fator interessante é que a estimulação da produção do colágeno pode se prolongar por até 2 anos. 

Ácido Polilático

O Ácido Polilático (PLLA) é comercialmente conhecido como Sculptra®. Sua aplicação é feita diretamente na derme — a segunda camada da pele. Lá, é onde ele começa a fazer efeito, estimulando o aumento de colágeno no organismo.

Quando comparado aos demais, essa é a substância que menos gera volume local. Por esse motivo, não é utilizado como preenchedor, mas é muito usado em tratamentos que visam melhorar os contornos faciais e combater a flacidez progressivamente, já que tem ação prolongada de até 2 anos.

Policaprolactona

A Policaprolactana, ou coprolactona, é comercializada como Ellansé®. Trata-se do produto mais recente dos três e começou a ser usado no Brasil em 2018. 

Por ser mais moderno, ele apresenta alguns benefícios extras. Além de um alto poder de preenchimento — até 30% a mais do que o ácido hialurônico —, ele consegue atuar no organismo por mais tempo. Há versões que promovem a produção de colágeno por até 4 anos.  

Onde os bioestimuladores de colágeno podem ser aplicados?

Como é possível perceber, ninguém precisa viver incomodado com a perda natural de colágeno ao longo dos anos. A medicina e a tecnologia estão sempre se desenvolvendo para apresentar soluções inteligentes e seguras. 

No caso dos bioestimuladores de colágeno, a aplicação pode acontecer em locais em que há uma maior perda de gordura, o que aumenta a flacidez e prejudica o contorno do rosto, por exemplo. Assim sendo, as áreas mais procuradas são:

  • bochechas;
  • queixo;
  • papada;
  • pescoço;
  • parte interna dos braços;
  • coxas. 

Como os bioestimuladores de colágeno agem?

Se você está sofrendo com a flacidez, já deve ter percebido que a aplicação de bioestimuladores de colágeno pode te ajudar. Mas, afinal, como eles agem em nosso corpo?

Em primeiro lugar, é interessante destacar que a substância tem ação tridimensional e atinge todas as camadas da pele. Eles funcionam de forma muito simples!

Ao aplicar o produto, sua pele será estimulada a produzir mais colágeno, além de fibras de elastina.

O resultado é progressivo, com amenização considerável dos sinais de envelhecimento por até 25 meses. Vale dizer que o aspecto é de naturalidade e não há a modificação de traços característicos do seu rosto. 

Enfim, o que acontece é uma melhoria geral da qualidade da pele, com suavização das linhas de expressão faciais, estrias e até da celulite com causas relacionadas à perda de colágeno.

Em quanto tempo é possível ver os resultados?

É importante saber que o resultado obtido com a aplicação de bioestimuladores de colágeno não é imediato. Ainda que o processo inflamatório se inicie na hora, a consequência do processo demora alguns meses para ser percebido.

Assim sendo, a maioria dos pacientes conseguem ver uma melhora da flacidez em torno de 4 a 6 semanas após a aplicação, já o resultado final demora de 3 a 6 meses.

Esse é o prazo para que o organismo entenda o gatilho e volte a produzir colágeno em sua máxima capacidade.

Conclusão

Os biostimuladores de colágeno são substâncias que podem ajudar a reduzir os efeitos do envelhecimento. Os produtos disponíveis no mercado são seguros e já passaram por inúmeros testes que comprovam sua eficiência.

Se você quer melhorar a flacidez da sua pele, procure um médico qualificado e faça uma avaliação.

Bioestimuladores de colágeno