Alimentos que atrapalham a emagrecer e fazem mal à saúde

São muitos os alimentos que atrapalham no processo de emagrecimento. Se você deseja fazer uma dieta rigorosa para realmente perder peso, deve ficar longe desses alimentos que atrapalham a emagrecer.

Veja abaixo os dez alimentos que atrapalham a emagrecer e fazem mal à saúde:

1- Gorduras Hidrogenadas.

Na sua maior parte, são gorduras artificiais usadas em produtos de padaria e no fabrico de margarinas.

Estudos mostram que o maior causador do acúmulo de gordura, não é a quantidade e sim o tipo de gordura que está presente na sua alimentação, e as gorduras hidrogenadas são as mais graves.

Desse modo, você deve evitar alimentos que tenha esse tipo de gordura, como alimentos industrializados e doces que são vendidos na padaria.

No presente momento, as gorduras hidrogenadas não têm de constar da ficha nutricional dos alimentos, caso estes as integrem como ingrediente, ao contrário do que se passa com as gorduras monossaturadas, mas o Centro para a Ciência no Interesse Público (Estados Unidos da América) está a fazer um grande esforço para que a Agência Americana para a Segurança Alimentar e Medicamentosa passe a exigi-lo.

2- Olestra.

Olestra é uma falsa gordura, usada para fabricar batatas fritas e outros petiscos. Pensar-se-ia que, falando-se tão mal da gordura, uma gordura sem gordura seria ótima.

Mas provou-se que a Olestra se liga às vitaminas A, E, D e K e os carotenóides – substâncias que mantêm o sistema imunitário saudável e previnem alguns cancros – a olestra dissolve as vitaminas e os carotenóides e retiram eles do nosso organismo.

Proctor & Gamble, a empresa que produz a Olestra, reconheceu o problema que afeta as vitaminas A, E, D e K e está a tentar resolvê-lo.

A Olestra também tem causado problemas digestivos nalgumas pessoas, principalmente quando é ingerida em grandes quantidades.

Muitas vezes, não é só a gordura das batatas fritas que causa problemas; é o fato de estas estarem a tirar o lugar a alimentos mais saudáveis como a fruta, por isso a Olestra pode estar a perpetuar um hábito não saudável.

3- Nitratos.

Muitos alimentos, sobretudo carnes salgadas como o toucinho e o cachorro quente, fazem uso de nitratos para preservar a cor e manter a segurança microbiana.

O nitrato é inofensivo, mas pode transformar-se em nitrito, que pode formar nitrosaminas, um poderoso químico causador de cancro, no corpo humano.

Sempre que possível, é de procurar carnes em conserva sem nitratos. Quando se consomem alimentos com nitratos, é conveniente beber um sumo de laranja ao mesmo tempo (por exemplo, sumo de laranja com o toucinho da manhã).

4- Álcool.

Este produto tem criado mais problemas que tudo o mais no seu conjunto. Claro que é possível consumir álcool com bom-senso e em segurança e tirar grande prazer disso, por exemplo um bom copo de vinho com um delicioso jantar.

Mas mesmo que se não tenha cuidado em nenhuma outra área da alimentação, pelo menos nesta há que tê-lo.

5- Ostras cruas.

As ostras cruas podem ser portadoras de bactérias muito perigosas que podem causar doenças graves ou a morte.

Por serem adquiridas, literalmente, “ao cuidado do comprador”, é grande o risco de cada vez que se compram. Hoje em dia, nenhum governo ou entidade independente inspeciona a segurança do marisco nem garante a sua qualidade.

As ostras são um alimento nutritivo e é bom incluí-las na alimentação, mas, primeiro que tudo, é necessário cozinhá-las!

6- Gorduras animais monossaturadas.

São carnes gordas como a de gado, porco ou pele de aves. Também aqui se incluem laticínios gordos como o queijo, leite e natas. A carne e os laticínios gordos podem ter o seu lugar na alimentação, mas com parcimônia.

7- Refrigerantes

Beber gasosa é uma maneira pobre de obter líquidos. Está repleta de açúcar ou adoçantes artificiais e muitas vezes inclui cafeína, corantes e aromas artificiais. Substitua-a por gasosa caseira misturando água gaseificada com sumo fresco e a 100%.

8- Conservas domésticas com baixo teor de acidez.

As conservas domésticas podem ser perigosas para alimentos pobres em acidez como o feijão verde, cenouras ou outros legumes da horta.

Além disso, o elevado risco de botulismo deriva do fato de as conservas domésticas não atingirem as temperaturas e a pressão necessárias para matar os germes de botulismo que podem contaminar a comida.

As conservas domésticas com baixo teor de acidez são uma das principais causas de intoxicação alimentar.

9- Petiscos com alto teor de gordura. Ex: batatas fritas.

Mesmo que sejam preparados com óleo vegetal, devem ser minimizados. O equilíbrio da gordura na nossa alimentação deslocou-se demasiado para a variedade ômega 6, segundo encontrado na maioria dos óleos vegetais processados.

Acredita-se que muitas dessas gorduras podem estar levando a certas doenças crônicas.

10- Refeições Líquidas também estão entre os alimentos que atrapalham emagrecer

Exemplo desses alimentos são sopas, por serem líquidos, você ingere com mais facilidade muitas calorias.

Eles não são inerentemente ruim para você, mas eles fazem o manter de comer todo, alimentos naturais que contém nutrientes e fibras e fitoquímicas que combatem doenças.

Eles podem ser aprovados para as pessoas que estão doentes demais para comer, mas não deixe que eles deslocam os alimentos de verdade em sua dieta.

Alimentos que atrapalham a emagrecer e fazem mal à saúde