O QUE VOCÊ NÃO SABE SOBRE JEJUM INTERMITENTE

Nesse post, você vai ler o que você precisa saber sobre jejum intermitente. Tome muito cuidado com essa manobra, porque existe muito sensacionalismo na internet acerca disso.

Jejum intermitente, é você fazer um protocolo de dieta, onde você tem longos períodos de jejum, seguidos por curtos períodos de alimentação.

Existem protocolos que você fica 16 horas em jejum contando com os períodos de sono e de 8 horas que você come.

Ainda existem outros protocolos que são mais radicais e que você passa 20 horas sem comer e come durante 4 horas.

De onde vem a ideia de fazer jejum intermitente?

A ideia que está por trás disso, é que nossos ancestrais não tinham como estocar comida.

Eles simplesmente eram coletores e caçadores. E como eles não podiam estocar comida, seus corpos já eram preparados para ficar longos períodos em jejum.

E mesmo assim, eles tinham energia para fazer atividades físicas. Eles caçavam um animal para comer.

E quando encontravam alimento, comiam até não aguentar mais e saíam para busca novas fontes de alimentação.

Ou seja, eles passavam muitas horas sem se alimentar, e eles tinham energia para sair caçando.

Então, nosso organismo foi adaptado e foi evoluído para que você consiga realmente ficar em jejum.

Os benefícios de fazer jejum intermitente.

Comer de três em três horas, de quatro em quatro horas, assim como são várias das dietas tradicionais, também da certo.

A ideia, de você querer imitar esse protocolo de dieta que era naturalmente feito pelos nossos ancestrais, é justamente para colher os benefícios gerados por esse modelo de dieta.

E aí é que tá o ponto central, os benefícios seriam basicamente, que seu corpo em jejum, entra em um padrão hormonal e em um padrão fisiológico que é muito propício a queima de gordura.

Então, quando você não se alimenta, você vai ter basicamente, a insulina baixa e GH alto.

E esse padrão é muito favorável para queima de gordura, e daí veio a ideia de ter esse benefício de fazer jejum intermitente.

Outro benefício que você tem fazendo o jejum intermitente, é você sensibilizar o seu corpo a insulina.

Fazendo jejum, você fica muito mais sensível à insulina, e isso é muito bem-vindo para quem faz musculação, e até mesmo por questões de saúde.

E quando você tem resistência à insulina, você começa a piorar, e você pode ter diabetes.

Quem tem diabetes é super resistência à insulina. Então em jejum, você aumenta a sensibilidade à insulina e isso é um coisa boa para sua vida.

Fazendo jejum intermitente, você consegue esse objetivo. E aí entra uma coisa importante, quando você consegue ficar em jejum por muito tempo, você vai ter um padrão hormonal mais favorável, para a queima de gordura.

Outros protocolos alimentares também funcionam muito bem.

Você consegue deixar seu corpo mais sem sensível à insulina. Mas o que nem sempre é falado na maioria das vezes, é que você também tem esses benefícios em uma dieta normal.

Ou seja, não é que o jejum intermitente vai ser a salvação, que ele vai funcionar muito melhor do que uma dieta tradicional. Isso é um mito.

Se você fizer uma dieta em que você come mais vezes por dia, mas mantém uma restrição calórica, e um baixo consumo de carboidratos, não precisa zerar carboidratos, mas que seja low carb.

Fazendo essas dietas, você também vai aumentar a sua sensibilidade à insulina e também vai ter um padrão de queima de gordura.

Então, quando as pessoas falam de jejum intermitente, elas acham que o GH vai subir e vai ter uma resultado extraordinário. Mas não é tanto assim.

A coisa mais importante para emagrecer.

O que mais importa para emagrecer, é o balanço calórico negativo, isso é quando você gasta mais energia do que consome.

E seu corpo necessita queimar gordura para continuar funcionando, estando em déficit calórico de energia, você vai emagrecer. Se isso for feito da forma correta.

Se você fizer jejum intermitente, e estiver em balanço calórico positivo, ou seja, você consome mais energia do que seu corpo necessita para viver, não interessa quantas horas você fica em jejum, você não vai emagrecer.

Portanto não tem mágica, em protocolo normal ou em jejum, você precisa ter uma dieta calculada para seus objetivos, e respeitar o balanço calórico.

Entenda os benefícios do jejum intermitente. Fazendo jejum, você fica muito mais sensível à insulina, e isso é muito bem-vindo para quem faz musculação, e até mesmo por questões de saúde.

O QUE VOCÊ NÃO SABE SOBRE JEJUM INTERMITENTE