Para que serve a vitamina D3?

Você sabia que a vitamina D é imprescindível para o bom funcionamento do organismo humano e manutenção da saúde, mas que grande parte das pessoas possuem níveis abaixo do desejado?

A vitamina D é uma substância lipossolúvel essencial para diversos processos no organismo dos seres humanos. Por isso, sua concentração no sangue deve estar em níveis adequados.

Entre suas funções está a regulação do metabolismo de minerais, principalmente do cálcio e fósforo, necessários para a saúde óssea.

A vitamina D participa também da homeostasia, favorecendo o crescimento, diferenciação celular, regulação do sistema imunológico, cardiovascular, muscular e metabolismo da insulina.

Como está diretamente ligada a funções essenciais, estudos científicos relacionam a deficiência de vitamina D com diversas doenças metabólicas, cardiovasculares, autoimunes, cânceres, alterações ósseas e diabetes mellitus.

Níveis baixos de vitamina D têm sido considerados um problema de saúde pública no mundo todo e podem estar presentes em qualquer faixa etária.

Para alcançar níveis adequados e manter sua concentração no organismo, muitos médicos e nutricionistas recomendam a suplementação com vitamina D3.

Benefícios da vitamina D3

Nos últimos anos, a vitamina D têm sido alvo de diversas pesquisas que revelam sua função para além do metabolismo do cálcio e da formação óssea.

Até poucas décadas atrás considerava que as únicas funções da vitamina D estavam relacionadas ao metabolismo do cálcio e potássio e que sua suplementação estaria ligada somente à prevenção do raquitismo, osteomalácia e outros problemas ósseos.

Atualmente sabe-se que a vitamina D está envolvida em muitos outros processos biológicos, influenciando vários tecidos especialmente em relação à saúde cardiovascular e modulação do sistema imune.

Outros benefícios da vitamina D estudados são como auxiliar na prevenção de cânceres e doenças infecciosas.

Ao longo dos anos devemos descobrir diversas outras funções da vitamina D no organismo, visto que seu receptor está presente em uma variedade de células humanas como coração, pele, intestino, cérebro, próstata, mamas, rins, paratireóide e células imunológicas.

Dentre as células que não apresentam o receptor para vitamina D estão as hemácias, células musculares estriadas e algumas células do sistema nervoso central.

Sabendo disso, já dá para imaginar a quantidade de benefícios que a vitamina D em níveis ideais pode proporcionar.

Entre os principais benefícios da vitamina D estão:

Fortalecimento de ossos e dentes:

Uma das ações mais conhecidas e importantes da vitamina D é a regulação e a manutenção dos níveis de cálcio e fósforo no sangue.

Ao fazer isso, a Vitamina D ajuda no crescimento, manutenção e fortificação dos ossos.

O processo para isso é bastante conhecido. A vitamina D atua aumentando a absorção intestinal de cálcio e fósforo, bem como sua reabsorção no túbulo renal. 

Ela também participa da estimulação do transporte desses íons e facilita sua entrada nos ossos.

Por esse motivo, níveis baixos de vitamina D são considerados um fator de risco para a osteoporose e outras doenças de enfraquecimento ósseo.

Prevenção da diabetes:

Estudos sugerem que a vitamina D pode desempenhar um papel no metabolismo da glicose e contribuir na redução do desenvolvimento de diabetes mellitus tipo 2.

Enquanto a deficiência de vitamina D está associada a uma menor secreção de insulina e aumento de resistência à insulina, a suplementação com vitamina D3 tem sido associada à uma melhora na secreção da insulina e na tolerância à glicose, diz o estudo.

O mecanismo pelo qual isso acontece ainda não é bem conhecido, mas devido a presença de receptores de vitamina D no pâncreas, estudos sugerem que ela poderia ativar o gene produzindo mais insulina e aumentando seu transporte. 

Dessa forma, o organismo teria condições de processar corretamente o açúcar e evitar o aparecimento da diabetes.

Melhora do sistema imune:

A vitamina D auxilia na melhora do sistema imune, prevenção de infecções bacterianas e virais ao afetar o crescimento e diferenciação celular de várias células do sistema imunológico, sobretudo linfócitos T, macrófagos e células natural killer (NK) e na produção de diversas citocinas.

Estudos também relacionam a deficiência de vitamina D com doenças autoimunes, como artrite reumatoide, lúpus eritematoso sistêmico, diabetes mellitus tipo 1, esclerose múltipla (EM) e com a doença inflamatória intestinal (DII).

Prevenção de doenças:

Níveis adequados de vitamina D parecem auxiliar na redução da inflamação do organismo diminuindo a produção de substâncias inflamatórias, além de participar do controle da morte celular, o que auxilia a reduzir a proliferação de células malignas.

Consequentemente, a vitamina D ajuda no combate à doenças autoimunes e até alguns tipos de câncer, como de mama, próstata, colorretal e renal.

Uma revisão da literatura mostrou que de 30 estudos sobre câncer de cólon, 20 mostraram que maiores níveis de vitamina D reduziram a incidência e ou mortalidade dos pacientes.

Resultados semelhantes ocorreram em estudos sobre câncer de mama (9 de 13) e de câncer de próstata (13 de 26) que relataram os benefícios da vitamina D sobre o combate ao câncer.

Melhora da saúde cardiovascular:

Estudos mostram que existe uma grande relação entre doenças cardiovasculares e a deficiência de vitamina D.

Receptores da vitamina são encontrados no músculo liso vascular, no endotélio e em células do músculo cardíaco.

Isso só comprova a hipótese de mais de trinta anos atrás que defendia que o aumento da incidência de doenças cardiovasculares no inverno poderia ser consequência da insuficiência de vitamina D. 

Dessa forma, a vitamina D atua auxiliando no controle da pressão arterial e na diminuição do risco de outras doenças cardiovasculares.

Estudos relatam que o nível de vitamina D está inversamente associado com hipertensão.

Outro grande estudo da National Health and Nutrition Examination Survey também observou a relação inversa entre angina, infarto do miocárdio, insuficiência cardíaca, pressão arterial com nível de vitamina D.

Fortalecimento muscular:

A vitamina D participa do processo de formação dos músculos, atuando na síntese de proteínas que, consequentemente, ajudam no ganho de massa muscular.

Parece influenciar também na contração muscular que ajuda não só para uma maior força, resistência e agilidade muscular, como também pode contribuir para evitar quedas em idosos.

Como obter os benefícios da vitamina D

Manter os níveis ideais de vitamina D é um fator cada vez mais reconhecido como um auxiliar na melhora e manutenção da saúde.

Para obter os benefícios da vitamina D, exposições regulares à radiação solar se fazem necessárias para a ativação desse composto pelo organismo humano.

Porém, sabe-se que isso nem sempre é possível ou suficiente para alcançar os níveis ideais. Por isso, suplementações alimentares com sua forma ativa se fazem necessárias. 

Converse com seu médico sobre a importância de utilizar o suplemento de vitamina D3 e qual a dosagem ideal para você.

Você encontra o suplemento de vitamina D3 na Nutriblue. Sua fórmula concentrada garante bons níveis de vitamina D3 no seu organismo de modo a obter os benefícios dessa substância essencial para a manutenção da saúde.

Para que serve a vitamina D3